• Home
  • Blog
  • Como escolher onde morar nos EUA? Confira nossas dicas!

Como escolher onde morar nos EUA? Confira nossas dicas!

Como escolher onde morar nos EUA? Confira nossas dicas!

Como escolher onde morar nos EUA? Confira nossas dicas!

Já pensou em viver nos Estados Unidos? Morar em um país com a economia mais forte e a moeda mais valorizada do mundo é um desejo de grande parte dos brasileiros. Além disso, existem outros fatores que pesam nessa decisão, como a segurança, a qualidade de vida, as inúmeras atrações para lazer, a prática do idioma Inglês, a apreciação das belas paisagens etc.

Mas, afinal, onde morar nos EUA? Antes de começar a planejar a mudança, é importante ter em mente o objetivo, pois, dependendo do que se pretende fazer no país americano, uma cidade pode ser mais adequada do que outra.

Neste artigo, apresentarei algumas dicas de como escolher o local ideal para morar nos Estados Unidos. Confira!

Quais são as melhores cidades para brasileiros?

O brasileiro imigrante ou que está apenas querendo passar uma temporada fora deve analisar as suas prioridades no momento — se deseja aprender um novo idioma, procurar emprego, curtir o estilo de vida americano e por aí vai. Levando isso em consideração, apresentarei as regiões mais indicadas para os brasileiros.

Atlanta (Geórgia)

Atlanta é uma excelente cidade para as famílias que têm filhos e desejam criá-los em um local com uma ótima qualidade de vida, uma excelente infraestrutura (rede de transportes eficiente, ótimas rodovias, aeroportos etc.), muitas opções para o turismo (um grande aquário indoor, o “Mundo da Coca-Cola”, vários parques, entre outras) e uma rica história, como o Museu da Guerra Civil.

Com cerca de 450 mil habitantes, a cidade abriga muitas indústrias e empresas multinacionais, além de apresentar uma baixa taxa de desemprego. Atlanta é considerada a sétima maior economia de todos os Estados Unidos.

San Diego (Califórnia)

San Diego é uma cidade localizada na Califórnia, no litoral oeste americano, que apresenta cerca de 1,3 milhão de habitantes. Desses, aproximadamente 25% são imigrantes. Isso acontece porque a região oferece muitas oportunidades de emprego com salários atrativos para profissionais de diversas áreas — tecnologia, farmácia, bioquímica, engenharia, equipamentos aeroespaciais e eletrônicos, entre outras.

O clima de San Diego é aquele típico californiano e bastante parecido com as cidades litorâneas brasileiras — temperaturas amenas, várias opções de esportes e muitos parques, ambiente jovem e descontraído e belíssimas praias que se assemelham muito com aquelas que são encontradas pelo Brasil afora. Talvez por isso ela tenha sido apelidada de “american finest city” (melhor cidade americana).

San Francisco (Califórnia)

Você já deve conhecer San Francisco pelo seu cartão-postal famoso internacionalmente que atrai milhares de turistas todos os anos: a Golden Gate Bridge. Além disso, San Francisco se destaca pela agitação e pelo clima agradável. A vida noturna, os parques e as opções gastronômicas e culturais fazem dessa cidade um local com alta qualidade de vida.

San Francisco é bastante parecida com San Diego. Ambas ficam localizadas na Califórnia. A cidade conta com aproximadamente 7 milhões de habitantes e vem se destacando cada vez mais no setor da Tecnologia da Informação e no empreendedorismo, graças, principalmente, ao Vale do Silício, situado na baía de São Francisco. A região atrai investidores de todo o mundo e conta com muitas startups em desenvolvimento.

No mesmo sentido, o ensino superior da cidade é conhecido pela sua qualidade. San Francisco apresenta cerca de 20 universidades — algumas consideradas como as melhores do mundo pela excelência no ensino, como a Universidade de Berkeley e Stanford.

Austin (Texas)

Austin é a capital do Texas. Com cerca de 800 mil habitantes, a cidade é procurada pelas grandes oportunidades de emprego oferecidas por multinacionais, como Google, Dell, Microsoft, IBM e Apple, além de muitas outras empresas de tecnologia que fogem dos altos custos do Vale do Silício. Também existem boas chances de trabalho no ramo alimentício, biofarmacêutico, de engenharia etc.

Além disso, a capital texana apresenta uma excelente qualidade de vida, infraestrutura elevada, muitas opções de lazer e entretenimento, custo de vida justo e entidades de ensino conceituadas. Austin é o ambiente ideal tanto para crianças quanto para adultos ou idosos.


Como escolher a cidade onde morar nos EUA?

Se você é brasileiro e deseja morar nos EUA, saiba que a escolha da cidade ideal é uma decisão muito pessoal e vai depender do seu objetivo e da sua personalidade. Não direi que há uma fórmula pronta que sirva para todos.

Antes de tudo, é importante fazer uma lista contendo as informações de cada região (custo de vida, salário médio, clima e opções para lazer) e, só então, começar a analisar a mais apropriada para você. Conheça, a seguir, as melhores opções levando em consideração algumas características.

Para viver

Se o objetivo é instalar residência e morar no país com um custo médio de vida, um clima ameno e com qualidade, saiba que isso é possível. Para tal, é importante comparar a relação custo-benefício entre as cidades e analisar alguns pontos:

  • mercado de trabalho;
  • custo de supermercado, serviços essenciais e transporte;
  • opções de lazer.

Nesse sentido, as cidades que se assemelham ao clima brasileiro e que oferecem ótima qualidade de vida são Miami e Orlando, por exemplo.

Para aprender inglês

Se você busca a fluência no inglês, o ideal é procurar cidades com poucos brasileiros, pois isso pode prejudicar a imersão com a cultura e o idioma. Isso porque, quando se está no estrangeiro, a tendência é se aproximar de conterrâneos.

Por isso, prefira regiões com moradores locais que podem conversar e interagir com você, auxiliando no aprendizado. Assim, é recomendado viver em cidades no interior, como Phoenix, Columbus, Austin, e Indianapolis, ou locais maiores situados na costa leste americana, como Los Angeles.

Para estudar

Se você deseja estudar (cursar uma faculdade, um mestrado, um doutorado ou outro curso técnico), o ideal é procurar por cidades que abrigam boas universidades e oferecem o curso do seu interesse. A maioria delas, inclusive, oferece bolsas de estudo para estrangeiros, além de hospedagem e refeições, o que ajuda a diminuir os custos. O melhor de tudo é que a qualidade do ensino costuma ser excelente em qualquer uma delas.

Para trabalhar

Se o objetivo é trabalhar nos EUA, a melhor cidade vai depender das habilidades e da área profissional — se você realmente desejar continuar no seu segmento, uma vez que muitos brasileiros trocam de área quando imigram.

Assim, cada Estado tem suas características próprias e é especializado em um campo específico. Por isso, é essencial ter o visto específico e analisar as leis trabalhistas americanas e as particularidades de cada região para não “cair de paraquedas” e enfrentar o desemprego na área.

Assim, se você trabalha com Tecnologia da Informação ou engenharia aeroespacial, um bom lugar pode ser o Vale do Silício, em San Francisco. Se é um mecânico de veículos pesados, o ideal é buscar cidades com forte agricultura e mineração, como a Península da Flórida e o sul da Califórnia.

Escolher onde morar nos EUA é uma decisão muito importante na vida de todo imigrante ou viajante que deseja evoluir e alcançar melhores condições de vida. Nesse sentido, as cidades americanas oferecem uma grande variedade de opções. Portanto, eu recomendo que você analise claramente os seus objetivos, os interesses e o estilo de vida, e então, estudar e analisar cada região com cautela, antes de fazer a escolha final.

Agora que você já conhece melhor as características das cidades americanas, que tal ajudar os seus amigos? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e aumente o engajamento!