• Home
  • Blog
  • O que é dupla cidadania e quais são as vantagens de tê-la?

O que é dupla cidadania e quais são as vantagens de tê-la?

O que é dupla cidadania e quais são as vantagens de tê-la?

O que é dupla cidadania e quais são as vantagens de tê-la?

Você tem pensado muito em sair definitivamente do País? Saiba que não está sozinho! Em Minas Gerais, por exemplo, os pedidos de visto ou de dupla cidadania nos consulados em Belo Horizonte triplicaram nos últimos anos!

Oferecer mais qualidade de vida, segurança e oportunidades para a família são alguns dos motivos que levam as pessoas a tomarem essa decisão.

Mas você sabe exatamente o que é dupla cidadania e quem pode obtê-la? Por já ter vivenciados algumas experiências sobre o tema, escrevi este artigo para ajudar você a entender como funciona esse processo. Acompanhe a leitura e comece a imaginar a sua nova vida em outro país!

O que é dupla cidadania?

O conceito é simples, apesar de não parecer. Uma pessoa passa a ter dupla cidadania quando nasce em um país — que determina a sua nacionalização — mas também adquire a condição de cidadão em outro lugar. Isso ocorre quando há a naturalização em um país estrangeiro.

Segundo o Itamaraty, os brasileiros não perdem automaticamente a cidadania brasileira ao naturalizar-se em outro país, a não ser que se manifeste oficialmente, por escrito, pedindo a perda de nacionalidade.

Para que ela serve?

A dupla cidadania tem uma série de vantagens, em especial para quem deseja viver no exterior. A primeira delas é poder viver no país que concedeu a cidadania estrangeira sem precisar de visto e desfrutando de todos os direitos concedidos aos cidadãos daquele local.

Com a dupla cidadania, há mais facilidades para estudar fora do país, conseguir trabalho e viver legalmente e com tranquilidade nos EUA ou em países da Europa.

Por exemplo, as universidades americanas são mais baratas para seus cidadãos, em relação aos preços cobrados para estrangeiros.

O turismo também é favorecido pela dupla cidadania. Isso porque há muitos países no mundo que aceitam a entrada dos portadores de um passaporte com cidadania europeia ou americana sem a necessidade de visto. Ou seja, você terá muito menos burocracia para viajar pelo mundo.

Como normalmente ela é conferida ao cidadão?

Nos Estados Unidos, obter a dupla cidadania é um processo que leva algum tempo, mas vale a pena! Há três casos em que uma pessoa pode ser considerada cidadã americana. O primeiro deles e mais óbvio é ter nascido no país, mesmo sendo filho de estrangeiros.

O segundo caso é de pessoas que têm um dos pais nascido nos EUA. Ou seja, se você nasceu no Brasil, mas seu pai ou sua mãe for americano, você tem o direito à cidadania.

O último caso é a naturalização. Para consegui-la, o processo é um pouco mais demorado. É preciso ter mais de 18 anos e morar legalmente no país por, no mínimo, 5 anos sendo portador do Green Card.

Por fim, vale entender que há diferença entre nacionalidade, naturalização e dupla cidadania. Na primeira, o Estado concede os direitos a quem nasceu no país ou aos imigrantes que conquistaram a sua cidadania.

Já a naturalização é quando você adquire uma nacionalidade, mesmo sem ter nascido naquele lugar. A dupla cidadania é quando você mantém os direitos sobre o seu lugar de nascimento e conquista os mesmos em uma outra nação.

Deu para entender o que é dupla cidadania? E você? Já pensou em adquirir a sua? Me conte quais os seus planos nos comentários abaixo!