• Home
  • Blog
  • Morar nos EUA: as 7 melhores cidades para os brasileiros

Morar nos EUA: as 7 melhores cidades para os brasileiros

Morar nos EUA: as 7 melhores cidades para os brasileiros

Morar nos EUA: as 7 melhores cidades para os brasileiros

Muitas pessoas sonham em sair do Brasil e ter melhores condições de estudo, trabalho, segurança e qualidade de vida em outro país. Grande parte delas acaba escolhendo viver nos EUA por considerar o lugar ideal para atingir esses objetivos. Você sabe quais são as melhores cidades para brasileiros morarem nos Estados Unidos?

Essa escolha depende de uma série de fatores e está ligada diretamente ao seu estilo de vida, mas, principalmente, aos seus objetivos. Sabemos que grande parte dos brasileiros que vivem nos Estados Unidos atuam no setor de serviços, em trabalhos domésticos ou na construção civil.

No entanto, há muitas famílias que desembarcam nas terras americanas atrás de uma carreira acadêmica ou a convite de empresas multinacionais. Essas são algumas das formas de permanecer nos EUA por mais tempo, conseguindo estudar, trabalhar e até mesmo conquistar o Green Card e a cidadania americana.

Selecionamos alguns lugares acolhedores para as famílias brasileiras, levando em consideração os aspectos relacionados à qualidade de vida do imigrante. Confira a nossa lista!

Quais são as melhores cidades para brasileiros morarem nos EUA?

Como foi dito, os EUA é um ótimo lugar para ter acesso a novas e melhores oportunidades. Por isso, veja a seguir as principais e mais indicadas cidades para se viver por lá.

1. Austin, Texas

Não são só os brasileiros que consideram a capital do Texas como o melhor lugar para se viver nos EUA. É lá que se encontram as melhores oportunidades de trabalho, segundo a revista Forbes. Isso acontece porque empresas de alta tecnologia que decidiram fugir dos custos elevados no Vale do Silício decidiram firmar presença em Austin.

Google, Dell e Apple são exemplos desses negócios, mas a cidade não foi escolhida apenas por esse tipo de mercado. Lá também se encontram companhias do segmento de alimentos e biofarmácia, por exemplo. Para termos uma ideia, Austin tem uma das menores taxas de desemprego dos Estados Unidos.

A capital texana tem cerca de 800 mil habitantes e reúne, além de boas oportunidades de trabalho, qualidade de vida elevada, com poucos níveis de poluição, custo de vida médio e boas instituições de ensino. A cidade tem nada menos do que 8 universidades.

2. San Diego, Califórnia

Quem está em busca de um lugar que tenha o clima mais semelhante ao do litoral brasileiro certamente ficará mais feliz em San Diego. Belas praias, juventude e temperaturas amenas o ano inteiro são parte da lista de vantagens dessa cidade. Além disso, ela é perfeita para aqueles que praticam esportes ao ar livre, oferecendo parques e trilhas.

Não é só de diversão que San Diego vive! O lugar é cheio de oportunidades de emprego, em especial se você atua no setor de eletrônicos, farmácia e bioquímica, equipamentos aeroespaciais e produtos metálicos.

Para melhorar, os salários oferecidos pelas empresas instaladas na cidade, que tem 1,3 milhão de habitantes, são considerados altos até mesmo pelos americanos. Por fim, saiba que quase 25% da população é composta por imigrantes.

3. Atlanta, Geórgia

Famílias com filhos podem preferir morar em uma cidade menor, mas que reúne entre as suas qualidades boa infraestrutura, economia forte, turismo e história. Estamos falando de Atlanta, com seus cerca de 450 mil habitantes.

Lá a empregabilidade é considerada elevada, abrigando diversas empresas multinacionais, como a Coca-Cola. Essa, aliás, também é responsável pela grande quantidade de turistas que visitam o seu museu. Atlanta também é a cidade onde fica o maior aquário fechado do mundo, além do Museu da Guerra Civil, entre outras atrações.

4. Cidades da Flórida

Lugares como Miami, que tem quase 40% de sua população formada por imigrantes, ou cidades menores da Flórida, como Loch Lomond, podem ser um alento aos brasileiros que desejam viver com mais proximidade aos costumes locais, mesmo estando fora do país. Há uma série de vantagens em morar em locais em que a comunidade brasileira é grande.

Entre elas, a principal é a rede de apoio mútuo, que favorece as recomendações para encontrar trabalho, por exemplo. Também é uma boa escolha para aqueles que ainda não têm muita fluência na língua inglesa.

Para se ter uma ideia de como as opções são variadas, existe uma cidade chamada Osprey, no Golfo do México, que tem uma public high school considerada a melhor da Flórida e uma das melhores dos Estados Unidos.

5. Boise, Idaho

É possível que você nunca tenha ouvido falar em Boise, a capital de Idaho, que fica a oeste de Washington. Mas, trata-se de uma agradável surpresa. A cidade é ideal para as famílias que não abrem mão da tranquilidade e apreciam lugares com um clima mais aconchegante.

O custo de vida é considerado baixo e, além disso, as oportunidades de trabalho são inúmeras, em especial para quem é do ramo de tecnologia. Com 215 mil habitantes, em 2017, a cidade foi classificada como uma das mais seguras do mundo, em uma pesquisa realizada pelo MSN. Outro aspecto positivo é que ela é cercada pela natureza e apresenta um clima agradável: a maioria dos dias do ano são ensolarados, embora a capital apresente as quatro estações bem definidas.

6. Seattle, Washington

Se qualidade de vida é uma das suas prioridades, então Seattle é uma ótima escolha para morar. Lá, a população — que gira em torno de 725 mil habitantes — se preocupa em manter hábitos saudáveis de alimentação e praticar esportes, principalmente, ao ar livre.

Uma boa notícia para os brasileiros que pretendem viver nos EUA é que a cidade faz parte do Welcome America, um programa que objetiva facilitar a inclusão de imigrantes na sociedade, favorecendo a empregabilidade e a socialização entre os moradores.

Além disso, Seattle conta com um dos melhores sistemas de transporte do país, apesar de ser uma das que mais tem investido na construção de ciclovias. Por falar em sustentabilidade, a cidade é uma das que mais apoiam a iniciativa. É lá que fica o prédio mais verde do mundo (o The Bullit) cuja energia é 100% gerada por meio de painéis solares e os sistemas de água e esgoto são independentes da rede municipal.

7. San Ramon, Califórnia

Mais uma vez, a Califórnia está nessa lista! Vou te explicar o porquê ela representa um diferencial para brasileiros, quando o assunto é viver nos EUA: cerca de 27% dos moradores de lá são imigrantes, o que favoreceu para que, em 2017, o senado aprovasse um projeto que oferece mais proteção legal para estrangeiros. Além de brasileiros, o estado recebe muitos mexicanos e nativos do sudeste asiático.

No entanto, quando a prioridade é custo-benefício, deve-se fugir das cidades mais conhecidas, como Los Angeles e San Francisco, embora sejam algumas das mais desejadas pelas suas numerosas opções de cultura e entretenimento. Uma boa opção é San Ramon, principalmente para famílias com filhos, que estejam na fase escolar.

O lugar é reconhecido pela qualidade de seu ensino e está em crescente crescimento, com aumento da oferta de empregos. É ideal para quem prefere um estilo de vida mais tradicional, menos movimentado, com aspecto menos urbano. A cidade também conta com muitos parques para entreter sua população de cerca de 80 mil pessoas.

Como escolher a cidade ideal para morar nos EUA?

Escolher as melhores cidades para brasileiros morarem nos EUA é uma decisão muito pessoal, pois depende principalmente de quais são os seus objetivos com a mudança. Para começar, vale a pena considerar as opções que sugerimos acima. Cada uma delas apresenta pontos relevantes para sua avaliação. Por fim, veja algumas dicas que separamos para você!

Para gastar pouco

Se o seu objetivo é viver por um tempo no país e conseguir economizar dinheiro, a recomendação é sempre conferir a lista anual feita pela revista Forbes indicando as cidades com menor custo de vida nos EUA.

Você deve sempre considerar a relação custo-benefício de viver em um lugar, ou seja: procurar uma cidade barata, mas que ofereça salários não muito baixos. Outros pontos que devem ser observados são:

  • mercado de trabalho forte;
  • qualidade de vida;
  • aclimatação (não só em termos de meteorologia, mas como são as pessoas, as relações profissionais e seus objetivos).

Para aprender inglês

Se o seu objetivo principal é aprender a falar inglês com fluência, a primeira dica é fugir dos lugares onde há muitos imigrantes brasileiros. Isso porque temos a tendência, quando estamos longe, de nos aproximar mais dessas pessoas pela facilidade de comunicação, pela proximidade dos costumes etc., o que acaba atrapalhando o aprendizado.

O ideal é morar em lugares menos procurados por brasileiros, como Austin, Phoenix, Indianapolis ou cidades da costa leste americana. O interior também recebe menos estrangeiros e pode favorecer aqueles que buscam trabalho em áreas técnicas.

Para trabalhar

Se a sua mudança tem como objetivo principal trabalhar nos Estados Unidos, o melhor lugar para viver por lá depende da sua área de atuação e se você quer continuar trabalhando no segmento.

Os estados americanos costumam ser bem setorizados economicamente, então é importante escolher uma cidade que tem oportunidades de emprego para você, adequadas às suas habilidades profissionais.

Para estudar

Nesse caso, a escolha do lugar para morar nos Estados Unidos depende do seu nível de ensino: fundamental, médio, graduação, mestrado, doutorado ou cursos técnicos. Muitas cidades têm escolas e universidades que oferecem bolsas de estudo, o que contribui para a sua escolha.

Para os universitários, há outros benefícios, como o oferecimento de lugar para morar e refeições. Portanto, é bom se informar sobre as cidades que tenham universidades com cursos na sua área de interesse e que possam oferecer essas facilidades — assim, o custo com os estudos poderá ser reduzido.

Deu para perceber que os Estados Unidos têm uma série de opções para oferecer aos imigrantes, certo? Escolher uma entre as melhores cidades para brasileiros morarem nos EUA depende, então, de quais são os seus objetivos e os da sua família com essa mudança.

Gostou deste conteúdo? Então baixe o e-book e aprenda mais sobre o processo para viver nos EUA!