• Home
  • Blog
  • Extensão de visto nos EUA: passo a passo com tudo que você precisa saber

Extensão de visto nos EUA: passo a passo com tudo que você precisa saber

Extensão de visto nos EUA: passo a passo com tudo que você precisa saber

Extensão de visto nos EUA: passo a passo com tudo que você precisa saber

Você sabia que é possível pedir a extensão de visto americano? Digamos que você está nos Estados Unidos estudando, viajando ou trabalhando e precisa ficar mais tempo que o planejado inicialmente, ou que você veio como turista mas resolveu estudar nos EUA.Para ajudá-lo nessas e outras situações, elaboramos este passo a passo sobre a extensão de visto americano.

Até o início de 2019, essa solicitação era feita apenas por carta, enviando todos os documentos e formulário por um serviço de postagem. Agora, o governo americano aceita o requerimento online por meio do site do serviço de imigração (USCIS) para algumas categorias de visto.

Para pedir a extensão de visto você precisa preencher o formulário I-539, anexar documentos e pagar uma taxa. Esse mesmo formulário também é utilizado para fazer a troca de status de turista para estudante.

A resposta chegará por carta e costuma demorar em torno de pelo menos dois meses. A melhor parte é que, até que o governo analise e emita um parecer sobre seu caso, sua situação nos Estados Unidos é considerada legalizada.

Confira mais detalhes e veja como fazer o seu requerimento sem complicação.

Quem pode pedir extensão de visto?

Primeiramente, vamos esclarecer que qualquer pessoa que possua um visto de não-imigrante e que ainda esteja válido pode pedir a extensão.

A recomendação é fazer a solicitação pelo menos 45 dias antes da data de expiração do seu período de permanência no EUA, indicado no formulário I-94 ou no carimbo do seu passaporte.

Caso você já esteja ilegal, será preciso explicar porque não fez o requerimento antes, e isso pode implicar na negação do seu pedido.

Outras exigências são de que você não tenha cometido nenhum crime no país, não tenha violado suas condições de admissão e que seu passaporte esteja válido durante toda sua estada.

Se o seu passaporte estiver perto da data de vencer, é recomendado renová-lo antes do requerimento da extensão.

Ao acessar o site da USCIS, você perceberá que o pedido online de renovação de visto está disponível apenas para quem tem os seguintes status:

  • Turismo (B-2);
  • Viagem de negócios (B-1);
  • Estudantes e acompanhantes (F-1 e F-2);
  • Acompanhantes de alguém com visto de trabalho temporário (H-4);
  • Estudantes de instituições não-acadêmicas e acompanhantes (M-1 e M-2).

Para todos os outros casos o requerimento deve ser feito por carta, mas a expectativa do governo é liberar o procedimento online em breve para todas as categorias.

Pessoas com os vistos de noivos ou noivas (K), de tripulantes de aeronaves ou embarcações (D), de trânsito (C-1) e de informantes sobre terrorismo ou crime organizado (S) não podem fazer essa solicitação.

Estudante precisa pedir extensão?

Digamos que você veio estudar nos Estados Unidos por um ano e resolveu continuar o curso por mais tempo. Nesse caso, você não precisa solicitar um pedido de extensão, porque a sua estadia no país está vinculada com o documento I-20 que é emitido pelas escolas autorizadas pelo serviço de imigração. Se esse for seu caso, você só não pode ficar no país sem estar matriculado em uma escola.

Agora, caso você tenha viajado como turista e agora deseja ficar no país para estudar, então deverá fazer dois processos diferentes: pedir a extensão do visto de turista e a mudança de status para estudante.

O primeiro é necessário para manter legalizada a sua situação e a segunda parte você deve fazer após se matricular no curso. Na prática, você precisará enviar dois formulários I-539, inclusive pagando a taxa dos dois.

A mudança de status é feita pelo mesmo caminho que a extensão, com a diferença apenas no preenchimento do requerimento. Um detalhe importante é que você só pode solicitar a mudança de status se já estiver nos Estados Unidos por 90 dias ou mais.

Como fazer o pedido de extensão de visto?

Passo 1: reúna seus documentos

O primeiro passo para pedir a extensão de visto é reunir os documentos que serão enviados ao serviço de imigração. Eles são muito importantes, pois são a comprovação de que você realmente ficará nos Estados Unidos para fazer o que está dizendo e apenas o que seu visto permitir, seja viajar, estudar, trabalhar ou acompanhar alguém.

Os documentos obrigatórios são o formulário I-94, uma carta explicando os seus motivos para solicitar a extensão do visto, cópia da parte biográfica do passaporte e da página do visto e extrato bancário comprovando suas condições financeiras.

Eles devem ser escaneados e anexados no formulário online nas áreas especificadas, ou fotocopiados e enviados junto com o I-539 para a USCIS.

Você precisará também de provas adicionais que ajudarão a fazer com que seu pedido seja aprovado. Confira o que é recomendado enviar em cada caso:

Turista

No caso de turista, é essencial que você comprove que tem dinheiro para se manter no país, já que é proibido trabalhar com visto de turista. Não existe um valor mínimo estipulado para apresentar, mas a sugestão é que seja superior a US$ 1000 por mês. É importante também demonstrar seus vínculos com o Brasil para deixar claro que você tem a intenção de retornar.

Documentos que você pode anexar:

  • comprovantes de reserva de hotéis ou hospedagem;
  • passagem de volta e/ou de outras viagens que pretende fazer no período;
  • ingressos de lugares que já visitou e que visitará;
  • fotos de viagens que você já fez;
  • comprovante de seguro viagem;
  • registro de bens no Brasil;
  • comprovante de matrícula de faculdade no Brasil;
  • carta convite de anfitrião, caso esteja visitando alguém.

Estudante

Já no caso de, concomitantemente, fazer o pedido de troca de status para estudante, será necessário o comprovante de matrícula da escola ou curso para o período, formulário I-20 fornecido pela escola, comprovante de pagamento taxa SEVIS (Student and Exchange Visitor Information System), extrato bancário com valor suficiente para ficar no país e extrato bancário do patrocinador (sponsor), caso tenha um.

O valor indicado nos extratos bancários apresentados para a imigração deve ser correspondente, no mínimo, aquele indicado no I-20.

Passo 2: traduza documentos

A tradução dos documentos não é uma exigência, mas é recomendado que se faça. Ela deve ser feita por alguém habilitado para a função. Traduza principalmente os documentos mais importantes, como comprovantes de vínculos com o Brasil.

Passo 3: escreva a carta

A carta é uma das obrigatoriedades para fazer a solicitação da extensão de visto.

Nela, você deve escrever em inglês os motivos pelos quais deseja ficar nos Estados Unidos. Não tem nenhum segredo, apenas seja sincero e diga o que pretende fazer no período.

Uma dica é relacionar o que diz na carta com os documentos. Em caso de visto de turista, reafirme a sua intenção de retornar ao Brasil.

Se estiver solicitando a extensão e a troca de status, explique tudo na carta. Nos dois requerimentos, explique também porque você gostaria de estudar inglês nos Estados Unidos ao invés de no seu próprio país.

Passo 4: preencha o formulário

O formulário que você deve preencher é o I-539. Para fazer online, primeiro é preciso se cadastrar no site da imigração. Depois, é só seguir os passos lendo atentamente e ir completando os campos. O formulário online é bem mais sucinto que o de papel, que dependendo do seu caso, vários locais ficarão em branco. Os documentos serão anexados nas últimas partes do preenchimento online.

A própria USCIS disponibiliza manuais e guias para ajudá-lo a responder todas as perguntas. Eles estão disponíveis na página própria para fazer o download do I-539.

Atenção ao endereço que deixará no formulário, pois é nele que você receberá a resposta da sua solicitação. Se você mudar de local enquanto espera a resposta, atualize seus dados no portal.

Passo 5: pague a taxa

A taxa para pedir a extensão de visto é de U$ 370 pela solicitação, mais U$ 85 pelo serviço de biometria, que agora é obrigatório. Se você fizer o processo online, o pagamento pode ser feito por cartão de crédito, débito ou pré-pago.

Caso esteja enviando os documentos por carta, deve incluir um cheque de instituições financeiras americanas ou uma money order (uma ordem de pagamento bastante comum nos Estados Unidos).

Essa é outra mudança feita recentemente, pois antes o pagamento era feito apenas por money order. Tanto o cheque, quanto a money order devem ser preenchidos conforme as instruções dadas no site.

Com relação à biometria o serviço de imigração enviará uma carta para você, após 4 ou 5 semanas, informando dia, horário e local para realizar a coleta das suas digitais.

Passo 6: anote o número do protocolo

Feito todos os passos anteriores, você receberá um número de protocolo que significa que seu pedido foi recebido e será analisado. Se fizer o processo pelo site, anote esse número para consultas futuras e aguarde a resposta definitiva. Caso envie tudo por carta, então aguarde receber uma correspondência com esse número. Ela demora de 10 a 30 dias para chegar.

Como incluir dependentes e acompanhantes?

Se você estiver viajando com dependentes e acompanhantes, pode incluí-los em uma mesma solicitação, pagando a taxa apenas uma vez. No entanto, o serviço de biometria deve ser pago por pessoa. Nesse caso ainda não é possível fazer esse processo online, somente por carta.

Online, você teria que fazer o seu pedido primeiro e depois o dos dependentes, tendo que pagar outra vez o valor da taxa referente ao I-539.

Até pouco tempo atrás, no formulário físico existia um local para incluir dependentes, mas agora é preciso preencher um formulário suplementar, o I-539 A, para cada dependente. Contudo a taxa de $370 dólares só é paga para o principal. Nos dois casos, escreva a carta citando todas as pessoas envolvidas no processo.

Quanto tempo demora para receber a resposta da extensão de visto?

Quando o processo era feito apenas por carta as respostas poderiam demorar mais de 6 meses para chegar. A expectativa do governo com o sistema digital, é diminuir esse tempo.

No entanto, é possível afirmar que demora no mínimo 2 meses e o mais comum é chegar a partir do terceiro mês, se feito de forma online.

A resposta chegará por carta no endereço informado na solicitação, com a data atualizada do seu tempo de permanência nos Estados Unidos. Caso seu pedido de extensão seja negado, o governo dará um prazo para que você saia do país, que costuma ser de 15 a 30 dias.

Vale aqui um alerta: não é incomum a imigração demorar mais que 6 meses para emitir uma decisão final sobre seu processo, porém, a responsabilidade de se manter legalizado no país é do aplicante.

Então, digamos que seu tempo de permanência no país vencia em janeiro e em novembro do ano anterior você pediu extensão para mais seis meses, para poder ficar até julho nos Estados Unidos.

Se até em meados de junho você não receber nenhum parecer sobre seu processo, você deve entrar com um novo pedido de extensão (caso queira ficar mais 6 meses) ou sair do país na data em que sua permissão expiraria caso tivesse sido aprovada. Dessa forma, você evita que seu status fique ilegal.

Solicitar a extensão de visto nos EUA é o melhor caminho para não ficar ilegal no país e sofrer as consequências disso no futuro. Mesmo que sua intenção seja a de ficar só mais um ou dois meses além do concedido, sempre peça a extensão. Realizando o processo com todos os documentos mencionados, há grandes chances de ser aprovado.

Você tem alguma dúvida sobre extensão de visto nos Estados Unidos? Então deixe seu comentário no post ou em nossas redes sociais.