• Home
  • Blog
  • Afinal, como estudar nos Estados Unidos com bolsa?

Afinal, como estudar nos Estados Unidos com bolsa?

Afinal, como estudar nos Estados Unidos com bolsa?

Afinal, como estudar nos Estados Unidos com bolsa?

“Siga pela estrada de tijolos amarelos” — esse foi um conselho dado a Dorothy Gale, a personagem principal do filme “O mágico de Oz”, antes de começar uma jornada cheia de aventuras e descobertas. Pegando um “gancho” nessa obra literária, produzi este artigo para indicar a “estrada de tijolos amarelos” para aqueles que desejam saber como estudar nos Estados Unidos com bolsa.

Sendo assim, abordarei o que as instituições de ensino avaliam no processo para a concessão de bolsas de estudos, o que fazer para conquistar uma e como planejar-se. Vamos juntos nessa jornada?

Como as instituições de ensino avaliam o perfil dos candidatos?

Muitos sonham com a possibilidade de ingressar em uma das universidades americanas. No entanto, alguns desistem desse objetivo pelo fato de serem brasileiros e pensarem que um estrangeiro não tem vez nas instituições da terra do “tio Sam”. Já outros acham que o custo financeiro das mensalidades é alto demais para o seu orçamento.

Bem, a boa notícia que tenho é que há oportunidades para estrangeiros estudarem de graça nos Estados Unidos. Como assim? Basta conseguir uma bolsa de estudos. Para isso, é necessário ter o perfil exigido pelas modalidades disponíveis desse tipo de gratuidade.

Uma dessas bolsas é a merit scholarship (mérito acadêmico). Há um grande número de bolsas oferecidas por meio desse critério nas universidades americanas. Se você deseja conquistá-la, será preciso apresentar altas notas no boletim escolar. Durante a avaliação de um candidato, é feita uma média dos resultados obtidos por ele nos últimos quatro anos escolares.

Após essa etapa, a nota final do candidato é comparada com os resultados dos estudantes do mesmo nível escolar. Além disso, os avaliadores conferem a média alcançada nos exames Scholastic Aptitude Test (SAT) ou American College Testing (ACT) — ambos são equivalentes ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Para entender o nível de inglês do candidato, também são analisados os resultados no Test of English as a Foreign Language (TOEFL) ou no Internacional English Language Test System (IELTS). Por fim, são verificadas as atividades extracurriculares nas quais o interessado na bolsa de estudos se envolveu, como uma olimpíada nacional de matemática.

O segundo tipo é a talent scholarship ou bolsa de talentos específicos. Essa é uma excelente oportunidade para aqueles estudantes que têm habilidades valiosas, talvez no universo das artes literárias ou musicais. Geralmente, as instituições exigem um portfólio com a exposição de talentos por meio de trabalhos realizados ou de um exame que apresente as habilidades do candidato.

Posso apontar, ainda, outra maneira de conseguir uma bolsa de estudos nas universidades americanas: a necessidade financeira. Nesse caso, o aluno precisará unir um alto mérito acadêmico, por meio de resultados expressivos, com a comprovação da sua inviabilidade de recursos.

Essa confirmação será feita com a apresentação de um histórico financeiro pessoal e familiar. São aceitos documentos, como a declaração do imposto de renda ou um extrato bancário atualizado.

Quais são as etapas para conquistar uma bolsa de estudos nos Estados Unidos?

Agora, chegamos às etapas que você percorrerá até o ingresso em uma das instituições universitárias americanas. A seguir, eu listei um passo a passo detalhado.

Escolha a instituição certa

Quando um estudante pensa em universidades americanas, logo vêm à mente Harvard, Princeton e Stanford. É verdade que são instituições cobiçadas e muito famosas, mas há também outras excelentes. Uma dica é conferir a lista anual publicada pela revista Forbes que elenca as 650 melhores universidades norte-americanas.

Além disso, existem alguns detalhes importantes a serem considerados. No aspecto acadêmico, é relevante observar os critérios de avaliação para ver se você tem o perfil desejado pela universidade. Seria interessante também atentar para a grade curricular e a vocação educacional da instituição, ou seja, se é oferecido o curso desejado.

Após isso, investigue o perfil da universidade, o formato das aulas e as oportunidades de estágios. Como você viverá na região na qual a instituição está localizada, verifique o custo de vida, o clima e o tamanho da cidade. Fazendo assim, sua escolha será mais certeira.

Realize o processo seletivo

A respeito do processo seletivo universitário americano, eu posso dizer que é bem diferente do utilizado no Brasil, uma vez que é feita uma avaliação holística para entender o nível do candidato:

  • na fluência em inglês;
  • no desempenho acadêmico;
  • nos resultados em provas de admissão;
  • em cartas de recomendação de professores;
  • em atividades extracurriculares;
  • em critérios subjetivos, como o encaixe do candidato na cultura interna da instituição.

Além desses fatores, é solicitado um documento chamado “application”, que expõe a trajetória pessoal acadêmica e extracurricular do candidato durante o ensino médio. Sendo assim, eu sugiro que estude bem essa etapa para cumprir todas essas exigências.

Providencie os documentos

Na fase da apresentação da documentação, o candidato precisará colocar em ordem uma lista de “papéis” e enviá-los para a universidade escolhida. São eles:

  • comprovantes dos cursos feitos, como diplomas, certificados e histórico escolar;
  • cartas de apresentação de professores universitários atestando o seu nível estudantil;
  • carta pessoal mostrando os motivos pelos quais você deseja e merece uma bolsa de estudo, além da razão de ter escolhido a universidade e como será um diferencial no ambiente acadêmico;
  • declaração de capacidade financeira;
  • documentos pessoais, como passaporte, habilitação para dirigir, identidade, visto etc.

Faça as avaliações obrigatórias

O diploma de conclusão do ensino médio e a sua nota no ENEM não garantem a conquista de uma bolsa de estudos. Como dito no tópico anterior, as universidades americanas exigem a realização dos exames:

  • Scholastic Aptitude Test (SAT) ou American College Testing (ACT);
  • Test of English as a Foreign Language (TOEFL) ou Internacional English Language Test System (IELTS), para atestar a fluência.

Preencha a inscrição

Depois de conferir as etapas anteriores, é o momento de realizar o preenchimento da inscrição. Esse processo é feito por meio do site da universidade escolhida pelo candidato ou em portais que integram a inscrição de várias instituições.

É muito importante ler todas as informações com atenção para evitar erros no cadastro. Para facilitar, reúna todos os documentos antes de iniciar a inscrição, pois o envio pode ser feito digitalmente durante esse processo. Na hipótese de ser aprovado para obter uma bolsa de estudos, fique atento ao prazo para a realização da matrícula.

Com certeza, você percebeu que “a estrada de tijolos amarelos” para conseguir uma bolsa de estudos nas universidades americanas é longa. Por isso, é essencial planejar-se para cumprir exigências e prazos. Do contrário, você acabará se perdendo nas etapas e adiando o sonho de estudar no estrangeiro.

Quer mais uma dica? Conte com a parceria da imigrar eua. Somos um amigo que ensinará o caminho, ajudará no planejamento de cada etapa e transformará o seu sonho em realidade. Se você já passou pelo processo deixe um comentário para ajudar mais gente que assim como você quer fazer esse sonho acontecer!

Entre em contato agora mesmo com a imigrar eua. Deixe sua opinião e sugestões de como podemos te ajudar com mais informações de qualidade. Vamos fazer isso juntos?!