• Home
  • Blog
  • Abrir empresa nos EUA: entenda como funciona para ter o Green Card 

Abrir empresa nos EUA: entenda como funciona para ter o Green Card 

Abrir empresa nos EUA: entenda como funciona para ter o Green Card 

Abrir empresa nos EUA: entenda como funciona para ter o Green Card 

Você sabia que abrir uma empresa nos EUA, morar e trabalhar no país com seu próprio negócio, é completamente possível? Neste texto vamos explicar tudo o que você precisa saber para empreender nos Estados Unidos e como fazer isso para morar e trabalhar no país.

Se você chegou a este conteúdo é porque já se imaginou vivendo o sonho americano, que garante conforto e segurança à família; novas oportunidades de ganhar dinheiro; estabilidade financeira na maior economia do mundo e a possibilidade de ter uma vida melhor. 

Você provavelmente já ouviu falar sobre empresas que abriram filiais nos Estados Unidos. Mas o que talvez não saiba, é que isso pode te levar diretamente para o Green Card. E não estou falando do visto EB-5 de investidor, que exige um grande investimento.

Na verdade, é possível conseguir o Green Card a partir de uma proposta de negócio, por meio de um visto chamado EB-2 NIW.

Mas, antes de falar mais sobre isso, vamos entender melhor sobre como funciona para abrir empresa nos Estados Unidos e como isso pode deixar de ser um sonho, para ser uma meta na sua vida.  

O que é necessário para abrir empresa nos EUA?

A primeira informação que você precisa saber, caso tenha interesse em empreender na América, é que qualquer pessoa – mesmo sem o visto – pode dar entrada no processo de abertura de uma empresa nos EUA. 

De modo geral, o seu negócio deve ser registrado no escritório da Secretaria do Estado  correspondente ao local de funcionamento do estabelecimento. Após o envio da solicitação, o governo analisará toda a documentação enviada antes de aprovar ou negar o alvará de funcionamento.

O prazo para a conclusão do processo varia de estado para estado, portanto, verifique essa informação no site oficial do governo regional. O tempo médio de espera é de 4 a 6 semanas, com algumas exceções em que se é possível solicitar análise de urgência, desde que pague uma taxa extra.  

Abrir uma empresa nos EUA, assim como no Brasil, não é um procedimento simples, mas com as informações básicas, como requisitos, custos envolvidos e demais aspectos como os citados abaixo, vão tornar o processo mais rápido e sem surpresas. 

Quem pode abrir uma empresa nos EUA? 

As regras podem variar, dependendo da região que escolheu empreender. No geral, os requisitos básicos são: 

  • Apresentar um passaporte válido ou outro documento de identificação; 
  • Possuir um endereço comercial fixo no estado que planeja abrir seu negócio;
  • Abrir uma conta bancária em um banco americano. 

Quanto custa o processo de abertura de empresas nos EUA? 

O custo médio para abrir empresa nos EUA varia de US$ 500 a US$ 2 mil, portanto, antes de sair desembolsando dinheiro e investimento no seu negócio nos Estados Unidos, busque informações precisas sobre todos os pagamentos envolvidos. 

Uma decisão comum, e muito acertada, entre as pessoas que desejam empreender fora do Brasil, é contar com a experiência de uma assessoria ou contabilidade especializada neste tipo de serviço. Dessa forma, você evita gastos desnecessários com erros, além de garantir o pagamento de todas as tributações envolvidas. 

Quais são os tipos de empresa nos Estados Unidos?

Assim como no Brasil, a legislação americana permite a abertura de vários formatos de negócios. Conheça abaixo cada um deles: 

  • Sole Proprietorship (SP): empresa de um único proprietário, responsável por todas as obrigações financeiras e contábeis do negócio;
  • General Partnerships (GP): empresas com dois ou mais sócios que compartilham responsabilidades, lucros, prejuízos e tributação, conforme a participação de cada sócio;
  • Limited Partnerships (LP): empresa com mais de um sócio, podendo ter responsabilidades limitadas ou ilimitadas, a depender da formulação do contrato.
  • Joint Ventures (JV): parceria geral entre sócios, na maioria das vezes, com prazo determinado ou limitada à execução de um projeto específico;
  • Corporations (C): modalidade em que potenciais acionistas investem recursos como capital social, e o lucro é distribuído entre os acionistas após um período de um ano, sem determinação prévia do percentual das ações para cada investidor;
  • Limited Liability Companies (LLC): forma de organização de capital fechado, em que os membros do negócio têm responsabilidade limitada ao valor não pago sobre suas ações; 
  • Limited Liability Partnerships (LLP): a preferida entre brasileiros que planejam empreender nos EUA, pois conta com regras especiais para estrangeiros, disponibilizada de acordo com as leis estaduais.

Quem tem empresa nos EUA pode morar lá?

A resposta é: depende! O brasileiro que tem um negócio nos Estados Unidos não precisa se mudar para fazer a empresa acontecernem ter um visto para dar a entrada aos trâmites burocráticos mencionados anteriormente 

Ele pode ter funcionários contratados em terras norte-americanas, mas não pode trabalhar presencialmente nos Estados Unidos, a não ser que possua um visto de trabalho ou um Green Card. 

Para resolver assuntos pontuais na empresa ou comparecer em reuniões específicas, é possível utilizar o visto de turismo e negócios (B1/B2), que não permite fixar residência no país e nem usufruir de toda a qualidade de vida que os EUA tem a oferecer.. 

Por isso, se você quer empreender nos Estados Unidos e morar no país, será necessário ter um visto adequado que, nesse caso, podemos pensar sobre o Green Card. Falaremos sobre isso com mais detalhes logo mais. 

Qual o visto para morar e empreender EUA?

Existem alguns tipos de vistos para viver e abrir uma empresa nos EUA. Um deles é conhecido como Visto EB-5, criado nos anos 90 para atrair investidores estrangeiros e gerar empregos. Cada região autorizada pode emitir 700 vistos dessa categoria, permitindo que o investidor leve cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos. 

A grande desvantagem desse visto é a dificuldade para solicitar e o alto investimento inicial exigido. Além disso, é preciso que o seu negócio cumpra uma série de requisitos e metas para que você consiga o Green Card. Em resumo, pode ser uma solução, mas não é a única e, talvez, nem seja a melhor. 

Já EB-2 NIW é um visto imigratório muito interessante , porque pode ser solicitado sem que você precise de um empregador americano. E, assim, você pode apresentar uma proposta de negócio, um Business Plan, para solicitar o visto sem esse sponsor (empregador). A justificativa é a de que pretende abrir esse negócio. 

Como funciona o processo para abrir empresa com EB-2 NIW

O visto EB-2 NIW, sigla de National Interest Waiver, que significa isenção por interesse nacional, é uma categoria de visto que permite o trabalho no país, mesmo sem ter uma oferta de emprego. 

Para ser elegível é preciso cumprir alguns requisitos de qualificação profissional, além de que o negócio deve se enquadrar nos requisitos de interesse nacional.  Importante você saber, também, que para solicitar esse visto, é fundamental a assessoria jurídica de um advogado de imigração licenciado nos EUA.

Entenda o EB-2 NIW para empreender nos EUA

A premissa é a seguinte: você precisa ser um profissional que se enquadre, primeiramente, nos requisitos do EB-2. Existem duas possibilidade de se enquadrar: 

  1. Advanced Degree: possui um grau avançado de estudos ou ter um bacharelado + 5 anos de atuação progressiva na área de formação; 
  2. Exceptional Ability: cumprir 3 dos 7 requisitos determinados pela Imigração dos EUA (USCIS). Inclui tópicos como ter um bacharelado, ou 10 anos de experiência, ou reconhecimentos na área, ou ter participado de projetos profissionais relevantes, entre outros. Para ver a lista completa, acesse aqui. 

Se você for qualificado para o EB-2, podemos avançar para a etapa do NIW, que é a solicitação da isenção da oferta de emprego. Afinal,você não quer conquistar um emprego, mas sim abrir empresa nos EUA, certo? Para isso, a proposta de negócio precisa cumprir três requisitos: 

  • O trabalho proposto deve ter mérito substancial e importância nacional; 
  • O peticionário deve estar bem qualificado para avançar no plano de trabalho proposto; 
  • Analisando o caso como um todo, a dispensa da oferta de emprego e certificação de trabalho da categoria se torna uma vantagem para os EUA.

Então, vai ser preciso comprovar a trajetória profissional e suas qualificações, apresentar um plano de negócio estruturado, relatórios e todos os demais documentos necessários. Tudo para demonstrar como a sua empresa pode contribuir com o desenvolvimento do país.

Esse preparo minucioso garante a entrega de uma petição forte, dentro das diretrizes esperadas e se torna um ponto positivo a quem solicita. 

Como saber se posso abrir empresa e morar nos EUA?

Como foi dito lá no começo do artigo, abrir uma empresa nos EUA é possível! E, se você quer morar e empreender nos EUA, o primeiro passo é entender se você pode conseguir o Green Card via EB-2 NIW como explicamos anteriormente. 

Então, solicite agora uma Avaliação de Perfil Imigratório e descubra se o seu perfil é elegível para o EB-2 NIW. 

Essa avaliação é gratuita e você consegue descobrir quais as chances do sonho americano se tornar realidade. Em até 2 dias úteis nossa equipe entrará em contato com mais detalhes e uma direção para ajudá-lo a realizar o seu sonho americano.

Clique aqui e preencha o formulário agora com suas informações profissionais para analisarmos. 

ebook-eb2-niw

Deixe um comentário

Time limit exceeded. Please complete the captcha once again.